Um estudo do PornHub, um dos sites adultos mais acessados no mundo, teve resultados bastante interessantes. Fazendo um levantamento sobre os acessos e pesquisas do portal em 2017, foi revelado que países como Arábia Saudita e Omã no Oriente Médio, por exemplo, tem como termo mais buscado, “sexo entre pessoas do mesmo sexo”. Outro dado curioso é que na Rússia, outro dos países mais homofóbicos do mundo, “sexo anal” está entre as modalidades mais populares.

O interessante é constatar que justamente nestes países, a homossexualidade é ilegal é punida com penas que variam de multas a chibatadas e até anos de prisão.

Considerando acessos do mundo todo, o termo mais pesquisado por pessoas que procuravam conteúdo gay, estava “japonês”, expressão que subiu 57 posições no ranking ultrapassando o primeiro colocado do ano passado que era “coreano”.

Ainda no ranking de termos mais buscados vem “primeira vez de hétero”, “amigo hétero”, “negros”, “bareback” (sexo sem camisinha), “hétero seduzido”, “hétero”, “colegas de quarto”, “daddy”, “pênis negro grande”, “twink” (novinhos), “cartoon”, “asiáticos” e “massagem”.

Já as categorias de pornô gay mais procuradas são “Caras Héteros” e “Daddy” (caras mais velhos) enquanto os três atores pornô mais pesquisados de 2017 foramJohnny Rapid, William Seed e Armond Rizzo.

Outra descoberta inusitada é de que 37% dos acessos das páginas gays é realizada por mulheres.


Veja também:


Criador do Põe Na Roda e autor do livro "Um Livro Para Ser Entendido", obra que desmistifica questões do mundo gay para todos os públicos.

Deixe um comentário

“Pornô gay” é termo mais buscado em países onde homossexualidade é proibida, revela estudo