A polícia egípcia está usando aplicativos de encontro como Grindr para atrair homens gays para quartos de hotel com a intenção de prendê-los na realidade.

Dalia Abdel-Hameed, um investigador da Iniciativa Egípcia de Direitos Humanos, revelou ao jornal The Age que descobriu dezenas de relatos de policiais que descrevem a nova técnica para atrair homens suspeitos de serem homossexuais através do uso de aplicativos.

O Egito vem passando por uma onda de repressão principalmente contra homens gays. Como já noticiamos aqui, mês passado, a polícia prendeu parte do público de um show em um festival de rock no país por hastear a bandeira do Orgulho LGBT. Algumas vítimas chegaram a serem submetidas a exame anal para comprovação de possível relação homossexual.

Até agora 57 LGBTs e simpatizantes já foram presos sob acusação de “libertinagem e desvio sexual”. O governo do Egito faz vista grossa a situação e afirma somente que o poder público precisa agir afim de garantir a moral e fazer frente ao que chama de “propagação da homossexualidade”.

Veja também:

Criador do Põe Na Roda e autor do livro "Um Livro Para Ser Entendido", obra que desmistifica questões do mundo gay para todos os públicos.

Deixe um comentário

Polícia do Egito está usando Grindr pra marcar encontros e prender gays

LGBTFOBIA |