“Vamos celebrar a diversidade juntos, respirando o mesmo ar”, diz Dan Reynolds

0
37
Publicidade

Em sua segunda passagem pelo Lollapalooza e terceira pelo Brasil, o Imagine Dragons não decepcionou os fãs que tanto esperavam pelo show da banda.

Dan Reynolds já chegou no palco Ônix  dizendo um “Oi, galera!” em português e o fãs foram a loucura com a primeira música, “I Don’t Know Why”. Foi impressionante ver a quantidade de gente que se reuniu para ver a banda, dando a impressão que todo o público do festival estava ali (o palco principal, cujo headliner foi o Pearl Jam, chegou a ficar vazio por alguns momentos durante a apresentação).

(continua abaixo)


Vídeo novo:



O show foi um exemplo da grandiosidade dos hits do Imagine Dragons, que foram bem distribuídos no setlist, mas também teve espaço para discursos muito importantes. Logo depois de “Believer”, Reynolds prometeu que a banda daria tudo de si aquela noite, e emendou em um discurso sobre violência nos Estados Unidos: “Viemos de um país quebrado. Estamos cansados de ver crianças morrendo nas nossas escolas e da violência armada”.

Mas Reynolds e o Imagine Dragons tem uma história muito forte ligada ao ativismo pelos direitos LGBT. Ele completou o momento dizendo que a noite seria dedicada à união, a celebração da vida e e da diversidade: “Por hoje, que a gente se ame e espalhe paz, sem ligar para política, religião e dinheiro. Vamos celebrar a vida e a diversidade juntos, respirando o mesmo ar”, quando começou a cantar “It’s Time”, pegou uma bandeira LGBT da plateia, e desceu do palco para abraçar os fãs da grade, enquanto todo mundo continuava a cantar por ele.

Depois de mais uma sequência de sucessos, Reynolds fez outro discurso sobre sua própria experiência com doenças mentais: “Há dez anos eu fui diagnosticado com depressão e problemas de ansiedade”; ele continua dizendo que a doença não é uma fraqueza, e pede pelo fim do tabu, fazendo um bonito momento de apelo pela importância da vida, “…as pessoas escondem isso em seus corações, pensam que é uma fraqueza. Não é uma fraqueza estar deprimido! (…) Há luz, continue em frente! Sua vida sempre vale ser vivida, não a tire de nós. Fale com alguém!”.  A mensagem é seguida por “Demons”, escrita por Reynolds sobre a sua jornada.

Com a aproximação do fim do show, o cantor prometeu que a banda vai voltar ainda muitas vezes, declarando que “este é o melhor país do mundo para tocar!”. A banda encerrou o show com  “Thunder” e  “Radioactive”.

Hoje é ultimo dia do Lollapalloza e a musa Lana Del Rey (19h25 no Palco Onix) e o The Killers (21h no Palco Budweiser) são as apresentações mais esperadas da noite. Lembrando que o Pedro HMC vai estar ao vivo, a partir das 19h, comentando tudo sobre a apresentação dessa e outras atrações do festival no youtube.com/poenaroda. Esperamos por vocês!

Veja a apresentação de “It’s time:


Veja também:

Deixe um comentário