Lésbicas estão se divorciando (bem) mais que gays, aponta relatório

0
8
Publicidade

Um relatório do Office of National Statistics do Reino Unido sobre o registro de uniões e divórcios no país, revelou dados interessantes sobre as uniões LGBT no país.

Dos 112 divórcios realizados em 2016, 78% eram de de lésbicas. É um aumento superior a 5x nos divórcios entre homossexuais do que em 2015, quando somente 22 casais se separaram legalmente.

(continua abaixo)


Vídeo novo:



Vale lembrar que é natural que o número cresça até porque o divórcio legal obviamente só é permitido após o casamento legal, que só se tornou uma realidade no Reino Unido em 2014.

O motivo mais apontado como causa dos divórcios foi “comportamento fora do esperado”, representando 96% das alegações. A expressão pode-se traduzir em traições e combinados do casal que fugiram do acordado entre as partes.

Já a idade média dos casais homossexuais que se casaram foi de 40 anos para homens e 38 anos para as mulheres.  Outro dado interessante é que entre casais gays se observa uma tolerância maior em questões como relações extra-conjugais do que em casais de lésbicas e casais heterossexuais.

Em muitos casos inclusive acontecem relações abertas onde há essa permissividade consentida entre ambos e não é uma mentira ou surpresa o parceiro ter relações esporádicas com outras pessoas, logo, isso tão pouco causaria decepção ou motivo para pedir a dissolução da união.

A duração média dos casamentos dos casais que se divorciaram foi de 4 anos e meio para casais gays e 2 anos e meio para casais de lésbicas.

Veja também:

Deixe um comentário