Faith Mary Grace, uma fotógrafa do Alabama, nos Estados Unidos, usou suas redes sociais pra compartilhar com o mundo sua indignação ao ter um trabalho recusado simplesmente porque a cliente descobriu que ela é lésbica.

Inicialmente a cliente havia agendado uma sessão de fotos para registrar os momentos finais da gravidez. Entretanto, ao checar o instagram da profissional e ver uma bandeira do arco-íris em uma de suas postagens, ela decidiu cancelar o trabalho e mandar avisá-la como justificativa que “não aprova seu estilo de vida”.

Chocada, a fotógrafa tirou print das mensagens da cliente e postou em suas redes sociais. A primeira dizia: “Oi, Faith! Aqui é o McKenna que entrou em contato noite passada. Estava procurando por sessões de foto de maternidade, mas fui até sua página, vi uma bandeira do arco-íris. Você é gay ou tem alguém na família que seja?”

Ela então respondeu: “ Oi McKenna! Obrigado pelo interesse. Ninguém na minha família é gay, mas eu sou e por isso tenho a bandeira na minha conta”.

Ao que a potencial cliente reagiu dizendo: “ Entendo. Não se preocupe com as fotos então. Não quero alguém que seja lésbica tirando minhas fotos. Não é justo. Sou contra e a última coisa que gostaria é meu filho achando que ser gay é normal. Não gostaria que ele fosse influenciado por pessoas como você. Sinto muito que você ache este estilo de vida OK e aceitável. Boa sorte.”

Grace, com toda razão, ficou inconformada com o acontecido e postou em um tweet os prints das mensagens: “Uma mulher me procurou pedindo meu serviço pra tirar fotos de sua maternidade. Então decidiu contratar outro fotógrafo só porque sou lésbica. Dê RT e compartilhe. Isso acabou comigo! Discriminação ainda existe e PRECISA parar!”


Veja também:

Criador do Põe Na Roda e autor do livro "Um Livro Para Ser Entendido", obra que desmistifica questões do mundo gay para todos os públicos.

Deixe um comentário

Grávida cancela sessão de fotos ao descobrir que fotógrafa é lésbica