Afim de homenagear o casamento homoafetivo, o casal de lésbicas formado pela holandesa Julian P. Boom, de 39 anos, e a belga Fleur Pierets, de 44 anos, decidiram se casar nos 24 países onde é permitida a união gay. As duas não querem simplesmente se casar, mas adquirir todos os direitos legais de cada país onde a união será oficializada.

A primeira cerimônia já aconteceu em Nova York no mês de setembro. Em seguida, elas se casaram pela segunda vez em Amsterdã, cidade em que Julian viveu pelo período de 15 anos. Já a terceira cerimônia ocorreu na Bélgica.

Após as três cerimônias, o casal está seguindo para Paris, onde o quarto casamento está previsto para o próximo dia 7 de novembro. Por lá, quem vai oficializar a união é a vice-prefeita, Hélène Bidard.

O casal vem recebendo muito apoio desde quando declarou oficialmente o nome de sua iniciativa, chamada de “Projeto 22”, que originalmente iria passar pelos 22 países onde a união homoafetiva é permitida. A lista agora foi atualizada pra 24, uma vez que neste meio tempo, mais dois países legalizaram o casamento gay.

A lista de países inclui Argentina, Brasil, Canadá, Colômbia, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Islândia, Irlanda, Luxemburgo, Malta, México, Nova Zelândia, Noruega, Portugal, Espanha , África do Sul, Suécia, Reino Unido e Uruguai.

“Discutimos de que maneira poderíamos sensibilizar a população. Ao invés de nos queixarmos elos 170 países onde o casamento gay é proibido, decidimos celebrá-lo em 24 países onde é legalizado”  explicou Fleur.

Que fofo, né?

VEJA TAMBÉM: 

 

Fotógrafa, web volunteer e escreve sobre o cotidiano do mundo LGBTQ+

Deixe um comentário

Este casal de lésbicas está se casando 24 vezes nos 24 países onde a união é permitida

AMOR & SEXO |