Uma resolução inédita da Corte Inter-Americana de Direitos Humanos pode fazer com que 15 países legalizem o casamento homoafetivo de uma vez.

Acontece que, quando entraram na Convenção Americana de Direitos Humanos, os 20 países integrantes do grupo aceitaram a regra de que todos os integrantes deveriam se comprometer em seguir os mesmos princípios e leis relativos aos direitos humanos nestes países.

Com a recente legalização do casamento homoafetivo na Costa Rica pelo presidente Luis Guillermo Solis, os 20 países integrantes do grupo estão sendo pressionados a seguir a mesma lei da Costa Rica.  Como dos vinte países que deveriam seguir a medida, quatro já tem casamento igualitário legalizado e mais a Costa Rica que acabou de legalizar, sobram 15 que ainda não tem.

São eles: Barbados, Bolívia, Chile, Equador, República Dominicana, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguay, Perú e Suriname.

Já os países integrantes que já tem casamento gay e não precisam se preocupar consequentemente, são: Brasil, Colômbia e Uruguay.

Se trata de um momento histórico. Mais de 280 milhões de pessoas vivem nos 16 países que devem ser afetados com a medida.

Os governos já estão sendo cobrados para agilizarem o processo e iniciarem a discussão do casamento homoafetivo em seus territórios “assegurando o direito ao matrimônio e todas as garantias legais, benefícios e proteções já concedidos aos casais heterossexuais sem qualquer discriminação ou diferença.”

A recomendação da Corte Inter-Americana é de que estes países garantam logo o direito através de decretos temporários para, com mais tempo, passar por todo processo burocrático e democrático de se criar leis permanentes que garantam de vez a união homoafetiva.

Outra recomendação da Corte é de que os países devem aproveitar a discussão do casamento homoafetivo para também colocar em pauta a discusão de leis que permitam a pessoas transgênero trocarem facilmente nome e gênero nos documentos.

Na Costa Rica, além do governo, maior parte da população comemorou a decisão histórica que tornou o casamento homoafetivo uma realidade no país.


Veja também:

Criador do Põe Na Roda e autor do livro "Um Livro Para Ser Entendido", obra que desmistifica questões do mundo gay para todos os públicos.

Deixe um comentário

Decisão histórica pode legalizar casamento gay em 15 países de uma vez