Caitlyn Jenner revela por que considerou suicídio durante transição de gênero

0
860

Ex-atleta, a ativista trans Caitlyn Jenner contou que ficou tão deprimida e perdida até se encontrar como mulher trans, que considerou até suicídio durante sua transição de gênero.

A revelacção foi dada em um discurso no parliament for Channel 4’s third annual Diversity Lecture. (continua abaixo)


Veja também:

(continua abaixo)

Vídeo novo:




(continua abaixo)

Vídeo novo:





“Por anos, tive todo tipo de problema com tablóides e paparazzi falando tudo que podiam sobre mim. Colocavam minha cara em corpos de mulheres, tinham sempre 4 ou 5 papparazis me seguindo em todo lugar, tirando fotos…”

Caitlyn adite que a perseguição da imprensa em um momento tão delicado quando seu questionamento de gênero foi a responsável pela consideração de suicídio: “Uma vez recebi um telefonema do TMZ dizendo: ‘Temos esta foto, o que fazemos?’. Eu mal consegui dormir aquela noite.

“Acordei, desci as escadas e pensei: Quer saber? Tem uma arma no quarto. Vou usar, acabou o sofrimento! Pronto! Parecia a melhor saída.”

No dia seguinte, felizmente Caitlyn acordou arrependida da dúvida: “Pensei: Era a coisa mais estúpida que eu poderia fazer! Por que não pensar diferente? Por que não usar minha voz? Por que não contar minha história? Foi o ponto mais sensível da minha vida, e desde então, nunca mais pensei em tirar minha vida novamente. Me tornei uma pessoa de fé.”

Caitllyn foi duramente criticada pelo apoio dado a eleição do presidente americano Donald Trump. Hoje ela reconhece que acreditar no candidato foi um erro: “Sei que a comunidade trans caminhou uns 20 anos pra trás com tudo que perdemos com ele, a proibição nas forças armadas, a questão dos banheiros públicos e etc. Eu esperava muito mais do que isso”.

Comentários: