Após chantagem de ex-namorado, Conchita Wurst revela que tem HIV

0
257

A drag queen austríaca e que já ganhou o Eurovision, Conchita Wurst, revelou em um post bastante honesto em seu Instagram, que vive com HIV. E o mais surpreendente é o motivo pelo qual ela fez isso: ameaças do ex-namorado.

“Sou soropositiva há muitos anos. Isso é irrelevante para o público, mas um ex-namorado me chantageou dizendo que iria a público contar para as pessoas”, revelou ela, e continuou: “Não vou dar a ninguém o direito de me amedrontar, influenciar minha vida e meu futuro!”.

Vale lembrar que pessoas que vivem HIV e fazem tratamento, acabam tendo carga viral indetectável, e com isso, não transmitem o vírus. Em seu post, Conchita inclusive fez questão de ressaltar que se trata corretamente desde que foi diagnosticada muitos anos atrás. Ela, por exemplo, não tem como passar o vírus a frente.

(continua abaixo)

Vídeo novo:




(continua abaixo)

Vídeo novo:




Sobre o motivo pelo qual não falou publicamente disso antes, a cantora foi clara: “Não queria tornar público por muitas razões: uma delas é minha família que sempre me apoiou. Apenas alguns amigos próximos sabiam disso, pessoas que tem conhecimento a respeito do HIV e que eu sabia que não teriam qualquer problema de julgamento ou ignorância. Além disso, acredito que essa informação seja irrelevante a não ser às pessoas com quem eu tenha algum contato sexual”.

E mesmo assim, é importante ressaltar que esta é uma informação pessoal e privada, com garantia de lei a este respeito. Principalmente se você segue o tratamento a risca, não é obrigado a contar pra ninguém caso não se sinta a vontade para isso. A responsabilidade de se transar com segurança é de cada um, isso independe de viver com HIV ou não, até porque existem muitas outras infecções sexualmente transmissíveis por aí.

Mesmo tendo sido chantageada pelo ex, Conchita se disse aliviada de falar publicamente sobre isso finalmente: “Se assumir é a melhor coisa. Espero inspirar e dar coragem a muitos que passam por isso, ajudar a quebrar o estigma e preconceito que ainda afeta quem tem HIV”.

[embedyt]https://www.youtube.com/watch?v=FkXAe_UGGfo[/embedyt]

Comentários: